• Document: AULA 1: Continuação FUNDAÇÕES - QUESTÕES COMENTADAS
  • Size: 3.49 MB
  • Uploaded: 2019-07-10 19:29:49
  • Status: Successfully converted


Some snippets from your converted document:

Edificações Curso Regular 2017 Teoria e Questões Prof. Marcus V. Campiteli Aula 1 AULA 1: Continuação FUNDAÇÕES - QUESTÕES COMENTADAS SUMÁRIO PÁGINA QUESTÕES COMENTADAS DO CESPE 2 LISTA DE QUESTÕES DO CESPE 39 GABARITO DO CESPE 52 QUESTÕES COMENTADAS DA FCC 52 LISTA DE QUESTÕES DA FCC 104 GABARITO DA FCC 128 QUESTÕES COMENTADAS DA CESGRANRIO 128 LISTA DE QUESTÕES DA CESGRANRIO 150 GABARITO DA CESGRANRIO 161 QUESTÕES COMENTADAS DA VUNESP 161 LISTA DE QUESTÕES DA VUNESP 166 GABARITO DA VUNESP 168 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 169 E aí pessoal, animados! Trago a vocês os comentários das questões de Fundações apresentadas na Aula Zero. Antes de iniciarmos os comentários, segue uma tabela que dá uma pequena relembrada nos tipos de fundações que vimos na aula passada. O baldrame vocês verão nos comentários das questões, além do complemento de outros assuntos. 1 Edificações Curso Regular 2017 Teoria e Questões Prof. Marcus V. Campiteli Aula 1 www.fkct.com.br/dicas_de_fundacao.html Bons estudos ! QUESTÕES COMENTADAS DO CESPE E DA ESAF 1) (105 – Câmara dos Deputados/2013) As fundações são convencionalmente classificadas em dois grandes grupos: fundações superficiais, também denominadas diretas, e fundações profundas. A norma NBR 6122/2010 define todos os elementos de fundação como do gênero superficial, subitem 3.1, ou profunda, subitem 3.7. Os conceitos normativos seguem abaixo apresentados: 3.1 Fundação superficial (rasa ou direta):elemento de fundação em que a carga é transmitida ao terreno pelas tensões distribuídas sob a base da fundação e a profundidade de assentamento em relação ao terreno adjacente é inferior a duas vezes a menor dimensão da fundação. 2 Edificações Curso Regular 2017 Teoria e Questões Prof. Marcus V. Campiteli Aula 1 3.7 Fundação profunda: elemento de fundação que transmite a carga ao terreno ou pela base (resistência de ponta) ou pela sua superfície lateral (resistência de fuste) ou por uma combinação das duas, devendo sua ponta ou base estar assente em profundidade superior ao dobro de sua menor dimensão em planta e no mínimo 3,0 m. Neste tipo de fundação incluem-se as estacas e os tubulões. Gabarito: Correta 2) (47 – TRE-MT/2005) Com relação às estacas de fundação de obras prediais, entende-se por nega A) a penetração permanente de uma estaca, causada pela aplicação de um golpe do pilão. A norma NBR 6122/2010 define nega como a medida da penetração permanente de uma estaca, causada pela aplicação de um golpe de martelo ou pilão, sempre relacionada com a energia de cravação. Dada a sua pequena grandeza, em geral é medida para uma série de dez golpes. O item A corresponde a essa definição. Gabarito: Correta B) a parcela elástica do deslocamento máximo de uma seção da estaca, decorrente da aplicação de um golpe do pilão. Essa é a definição de repique da norma NBR 6122/2010. C) um tipo de fundação profunda executada por perfuração com auxílio de um soquete. Isso se aplica nas estacas escavadas com trado mecânico sem fluido estabilizante, tais como estacas broca, cuja perfuração é feita com trado curto acoplado a uma haste até a profundidade 3 Edificações Curso Regular 2017 Teoria e Questões Prof. Marcus V. Campiteli Aula 1 especificada em projeto, devendo-se confirmar as características do solo através da comparação com a sondagem mais próxima. Quando especificado em projeto, o fundo da perfuração deve ser apiloado com soquete. D) o movimento vertical descendente da estaca sob a ação de carga estática. Essa definição corresponde ao recalque. E

Recently converted files (publicly available):